Pular para o conteúdo principal

Pelo Amor ou Pela Dor


Pelo Amor ou Pela Dor

Essa frase faz parte da vida de todo espírita, mas pra ser sincera não sei bem por qual delas eu me dediquei ao estudo da doutrina e vou explicar porque.
Como disse anteriormente fui apresentada ao espiritismo por causa da minha culpa em relação a minha filha, culpa essa que hoje entendo que não tive, mas como todo iniciante ou doente quando a gente toma um remédio e passa a dor para o tratamento na metade, comigo foi mais ou menos assim.
Lia livros, fazia o evangelho no lar e com o tempo como me sentia melhor fui deixando de lado e pensava" à já sei como funciona". Minha amiga sempre me chamava para ir em casas espíritas, mas eu morria de medo de espíritos e não me via dentro de uma casa espírita.
O tempo foi passando e aí é que começou minha prova de fogo.
Não tinha muito conhecimento, acreditava em espíritos até porque sempre via vultos e isso era apavorante pra mim.
A primeira vez que eu tive um contato foi aos meus 11 anos, quando minha avó faleceu ela veio se despedir de mim, mas quando eu contava isso para as pessoas elas falavam de eu tinha sonhado, mas eu vi ela vindo era muito real e anos depois com o conhecimento eu tive a prova que realmente ela veio se despedir de mim.
Voltando ao assunto, quando eu pensava que todos os meus problemas já estavam "resolvidos", que era só ler os livros que minha amiga me emprestava, Deus me mostrou o que ele realmente queria de mim, comecei a ver muitos espíritos, cheguei a achar que tinha morrido e que estava presa na minha casa. A cada vez que eu atendia o telefone para mim era uma alegria e pensava “estou viva”.
Nessa época minha amiga por questões alheias não tinha mais tanto contato comigo, e as coisas só iam piorando, eu lia o evangelho em busca de melhora, mas não resolvia, até que numa noite...
Eu não estava conseguindo dormir e quando lá pelas 4:00hs da madrugada eu forcei dormir aconteceu o meu divisor de águas.
Deitada na cama quase dormindo vários espíritos me atacaram,acreditem, foi uma coisa que eu só tinha lido em livros até então.
Eles me puxavam e riam, falavam que eu era deles, foi uma cena pavorosa.
Imaginem, uma pessoa que morre de medo de espíritos, ver vários tentando arrancar você do seu corpo. Nesse momento comecei a chorar e a rezar e aos poucos eles se foram.
Fui atrás da minha amiga em pânico, pedindo ajuda e foi aí que entrei pela primeira vez em uma casa espírita, mas essa é outra historia, fica para próxima.
E é por isso que eu não sei se foi pelo amor ou pela dor, conheci pela dor da depressão mais só levei a sério por medo daqueles espíritos e por acreditar cegamente no amor de Deus por nós.
Até a próxima.

Pris Benedetti


"Diante da noite, não acuse as trevas. Aprenda a fazer lume". André Luiz

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Segredos da Alma

Essa semana terminei de ler o livro Segredos da Alma ( escrito por Mônica de Castro- ditado por Leonel). Confesso que foi difícil terminar de lê-lo, primeiro porque a escritora é muito detalhista e eu estou acostumada a uma leitura mais dinâmica e segundo porque por várias vezes fiquei abismada com as atitudes da personagem principal. Vou fazer um breve, bem breve, resumo do livro.
A personagem principal é Althea; ela fica muito tempo presa no umbral por seus algozes Decius que julga ama-la e Rupert o chefe. Ela se arrepende de seus erros e é resgatada pelo seu avô Joseph. Depois de recuperada ela assume uma missão e volta como Vivian.
Nessa nova oportunidade, ela teria que conter os seus instintos de mulher sedutora, teria também que resgatar algumas dívidas e ser escritora, coisa difícil, pois ela volta na Inglaterra do século XVIII, onde as mulheres não podiam ser escritoras.
Ela é orientada por seu avô e obsediada por Decius e Rupert e infelizmente Vivian sempre sede as obsessões esc…

Mensagem Espírita de Fim de Ano

Hoje é o dia que dá início a um novo ano. 
É o dia primeiro. 
Todos queremos iniciar mais um ano com esperanças renovadas.
É um momento de alegria e confraternização. 
As rogativas, em geral, são para que se tenha muito dinheiro no bolso, saúde pra dar e vender. Mas será que se tivermos tudo isso teremos a garantia de um ano novo cheio de felicidade? Se Deus nos dá saúde, o que normalmente ocorre é que tratamos de acabar com ela em nome das festas.
Seja com os excessos na alimentação, bebidas alcoólicas, tabaco, ou outras drogas não menos prejudiciais à saúde. 
Não nos damos conta de que a nossa saúde depende de nós. Dessa forma, se quisermos um bom ano, teremos que fazer a nossa parte. Se pararmos para analisar o que significa a passagem do ano, perceberemos que nada se modifica externamente. 
Tudo continua sendo como na véspera. 
Os doentes continuam doentes, os que estão no cárcere permanecem encarcerados, os infelizes continuam os mesmos, os criminosos seguem arquitetando seus crimes, e assi…

Fluidos, Sugadores de Energia, Parte 2/6

NECESSIDADE DE UMA CARGA ENERGÉTICA VITAL
Todos nós possuímos necessidade de umacargaenergética vitalparanutrirnossoscorposfísicoe espiritual. A medida que gastamos a carga energética vital ela deve ser reposta, os mecanismos naturais de recomposição (respiração, alimentação, absorção fluido Cósmico universal e fluido vitais através dos chacras, etc). A reposição dessa carga energética vital na quantidade mínima que necessitamos para manter a vida depende de vários fatores, tais como: o modo de vida, o meio, a qualidadedospensamentos, dos sentimentos, das sensações, entre outros.
NUTRIÇÃO ENERGÉTICA
Uma parte da energia que precisamos nós obtemos através da alimentação, ou seja, através de comida sólida e líquida, o arroz-feijão de cada dia. Outra parte das energias vitais, absorvemos através da respiração. Porém, a maior parte de energia Vital que necessitamos é extraído do Fluido Cósmico Universalque é absorvido diretamente pelo perispírito através dos centros de forças. Nossa nutrição e…