domingo, 30 de maio de 2010

3º Encontro Nacional dos Amigos de Chico


Acontecerá nos dias 17 e 18 de julho de 2010, em Uberaba/MG, o 3º Encontro Nacional dos Amigos de Chico Xavier e Sua Obra - O Espiritismo Segundo Kardec e Chico Xavier, no Clube Sírio Libanês, na rua Major Eustáquio nº 790, Centro, Uberaba/MG. Durante os dois dias, haverá palestras com Sônia Maria Barsante Santos, Alexandre Caroli Rocha, Nena Galves, Osvaldo Cordeiro, João Elias, Izabel Mazucatti, Haroldo Dutra Dias e Walter Barcelos.

Na programação musical se apresentarão o Coral En-cantando Deus, da Associação dos Amigos da Criança (AMIC), de Campinas/SP, liderado pela cantora lírica Ana Ariel e, também, do cantor Sérgio Santos, de Uberaba.

Também serão homenageadas: Yolanda Cezar, Sylvia de Almeida Barsante, Heigorinha Cunha (sobrinha de Eurípedes Barsanulfo) e Elba de Melo Álvares.

Serão lançados os seguintes livros:
* Chico Xavier - Apóstolo do Brasil, por Eurípedes Higino dos Reis (filho adotivo de Chico Xavier);

* 100 anos de Chico Xavier - Fenômeno Humano e Mediúnico, por Carlos Baccelli;

* Sementeira de Paz, Colheita de Bênçãos, Chico Xavier - o primeiro livro, por Geraldo Lemos Neto;

* O Voo da Garça, por Jhon Harley M. Marques.

No dia 17 o Grupo Teatral Estandarte Chico Xavier apresentará a peça "As Três Revelações" no Teatro Municipal Vera Cruz, na rua São Benedito nº 290, Bairro São Benedito, Uberaba/MG.

Promoção da Aliança Municipal Espírita de Pedro Leopoldo e de Uberaba/MG.

Entrada Franca. Informações: (34) 3312-6176, com Maria Luisa (Jô) e (34) 3312-1077, com Maria José.

"Somos uma grande família dispersa em diversos setores de trabalho com o Espiritismo por nossa bênção de luz. Hoje cada qual de nós permanece em linha particular de luta, mas amanhã estaremos todos novamente reunidos na Vida Real, apresentando, cada qual de nós, a soma dos esforços que levou a efeito para nos desincumbirmos dos sagrados deveres com que fomos agraciados, não é mesmo?" Chico Xavier, trecho da carta a dona Neném Aluotto, ex-presidente da União Espírita Mineira.


Fonte: Jornalismo RBN- site:http://www.caminhosluz.com.br/

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Felicidade



Dicionário:


Felicidade é qualidade ou estado de feliz; ventura, contentamento.


Feliz é o ser ditoso, afortunado, venturoso. Contente, alegre, satisfeito. Que denota, ou em que há alegria, satisfação, contentamento.


A conquista da felicidade vem no aprendizado diário de viver sabendo aceitar e expressar os desejos e sentimentos, construindo os próprios projetos de vida e empenhando-se para realizá-los.


Um sentimento que expressa de alguma forma, satisfação em ter uma necessidade saciada, um projeto realizado.


Compreender essa sensação, é saber individualizar no universo pessoal, pois o que é motivo de felicidade para uns, pode ser de infelicidade para outros. É um sentimento que pode diferenciar em cada instante tendo significados diferentes.


Depende de cada um, sabendo que só conta consigo mesmo para realizar seus desejos, vontades e projetos. A procura do auto conhecimento ajuda na transformação de desejos em vontade e da vontade em projeto de vida. Aprendendo a ser responsável pelas próprias escolhas, assumindo o sofrimento dos erros e fracassos e o gosto das conquistas e vitórias.


A teoria do psicodrama mostra que desenvolvendo respostas criativas e corajosas no sentido de expressar os seus sentimentos e de realizar a sua vontade própria, ajuda na busca dessa sensação. Construindo-se enquanto indivíduo, realizando e sentindo a felicidade.


Alguns aprenderam a não ter vontade própria. Só sabem realizar a vontade dos outros, projetos pelos outros, não têm suas próprias respostas, mostram-se carentes e inseguros. Só conseguem agir quando tem garantia, segurança e estabilidade do resultado.


Os acomodados, conformam-se com o porto seguro, na falsa certeza de não arriscar, porque a busca do desconhecido, é sempre arriscada e menos estática. E assim, vivem uma felicidade aparente, deixando de buscar e conhecer a sensação da felicidade pela vitória. São derrotados por si mesmo, deixando de assumir novos papeis, conformam-se com a monotonia.


Por não suportar a frustração pela derrota, por um objetivo não alcançado, por um sonho não realizado..., não compete, não tem objetivos, não sonha. Tem ainda aquele que inicia sua meta sendo um faxineiro, mas decide conquistar a presidência. E se consegue alcançar, na sua busca, a vice-presidência, já é motivo de frustração e infelicidade, por não ter chegado ao ponto mais alto.


Os invejosos destroem, menosprezam a vitória do outro, porque assim, deixam de olhar para si, e ver que para eles faltou a coragem e a força do outro.


A maneira de ser de muitos, é pura representação.


É muito bom que as pessoas saibam quem são, reconheçam sua vocação, sua capacidade, e não queiram vestir uma máscara, quando, na verdade, a vontade é de jogar tudo para o alto e tentar outra forma de vida.


Se o indivíduo conseguir identificar sua vocação e habilidade, buscar suas realizações com essa base conhecerá a sensação de ser feliz. Pessoas felizes chamam atenção, são admiradas, tem um brilho diferente.


Mas, isso não significa que enquanto é aplaudido, admirado e chama atenção, é feliz. Pode estar ai, a defesa contra uma auto avaliação. Contentar e agradar aos outros, não é o mesmo que agradar e contentar a si mesmo. A vocação e habilidade são individuais. Assim como a sensação de felicidade também é individual.


A felicidade plena e absoluta não existe. Também não existe receita, manual que possa dar garantia plena de viver 100% feliz.


A busca é por mais momentos e sensação de felicidade.


Descobrindo suas necessidades, suas metas, como e quando alcançá-las, saber reconhecer limite, respeitando e se fazendo respeitar, sabendo diferenciar você do outro, é um começo. E nessa busca, cabe a você criar a sua receita e escrever o seu manual, do que é a SUA sensação de felicidade.

Para Refletir:


"Nosso cérebro é o melhor brinquedo já criado: nele se encontram todos os segredos, inclusive o da felicidade." (Charles Chaplin)


"A melhor maneira de ser feliz é contribuir para a felicidade dos outros." (Confúcio)

"Não é a força, mas a constância dos bons sentimentos que conduz os homens à felicidade." (Friedrich Nietzsche)

"Ninguém tem a felicidade garantida. A vida simplesmente dá a cada pessoa tempo e espaço. Depende de você enchê-los de alegria." (S. Brown)

"És precária e veloz, felicidade. Custas a vir, e, quando vens, não te demoras. Foste tu que ensinaste aos homens que havia tempo, e, para te medir, se inventaram as horas." (Cecília Meireles)

"Aprendemos que é possível ser feliz simplesmente pelo fato de estarmos vivendo." (Wilheim Schürmann)

"A felicidade é a única coisa que podemos dar sem possuir." (Voltaire)

"Onde estás, felicidade ?... Em tudo quanto, acabado, me faz dizer: 'Foi bom, mas tão bom que nem senti o tempo passar." (Alfredo Bosi)

"A meta da existência é encontrar felicidade, o que significa encontrar interesse." (Alexandre Sutherland Neill)

"Somos muito mais infelizes na infelicidade do que felizes na felicidade." (Armand Salacrou)

"A infelicidade pura e completa é tão impossível quanto a pura e completa alegria." (Tolstoi)

"Quase sempre a maior ou menor felicidade depende do grau da decisão de ser feliz." (Abraham Lincoln)

"Creio que Deus nos colocou nesta vida para sermos felizes." (Baden Powell)

"A felicidade não depende do que nos falta, mas do bom uso que fazemos do que temos." (Thomas Hardy)

"Felicidade é uma boa saúde e uma má memória." (Ingrid Bergman)

"A felicidade é um bem que se multiplica ao ser dividido." (Marxwell Maltz)



Fonte:Márcia Homem de Mello© - Ex Diretora Presidente ABRAPSMOL - Psicóloga e Psicodramatista


Achei esse texto sobre a Felicidade, achei-o lindo e quis dividi-lo com todos vocês.

Que tal aproveitar-mos o final de semana pra sermos Felizes?

Pris

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Deixe os Mortos Enterrarem os seus Mortos


E a outro disse Jesus: Segue-se. E ele lhe disse: Senhor, permite-me que vá eu primeiro enterrar meu pai. E Jesus lhe disse: Deixa os mortos enterrarem os seus mortos, e tu vai, e anuncia o Reino de Deus.( Lucas, IX: 59-60).

O que podem significar estas palavras: " Deixa que os mortos enterrarem os seus mortos"? As considerações precedentes já nos mostraram, antes de mais nada, que, na circunstância em que foram pronunciadas, não podiam exprimir uma censura àquele que considerava um dever de piedade filial ir sepultar o pai. Mas elas encerram um sentido mais profundo, que só um conhecimento mais completo da vida espiritual pode fazer compreender.

A vida espiritual é, realmente, a verdadeira vida, a vida normal do espírito. Sua existência terrena é transitória e passageira, uma espécie de morte, se comparada ao esplendor e à atitude da vida espiritual. O corpo é uma vestimenta grosseira, que envolve temporariamente o espírito, verdadeira cadeia que o prende à gleba terrena, e da qual ele se sente feliz em libertar-se.

O respeito que temos pelos mortos não se refere à matéria, mas, através da lembrança, ao espírito ausente. É semelhante ao que temos pelos objetos que lhe pertenceram, que ele tocou em vida, e que guardamos como relíquias. Era isso que aquele homem não podia compreender por si mesmo. Jesus lho ensinou, dizendo: " Não vos inquieteis com o corpo mas pensai antes no espírito; ide pregar o reino de Deus: ide dizer aos homens que sua pátria não se encontra na Terra, mas no céu, porque somente lá é que se vive a verdadeira vida."


Fonte: Evangelho Segundo o Espitismo, Cap-XXIII

terça-feira, 25 de maio de 2010

Liberte Sua Alma


Não se prenda à beleza das formas efêmeras. A flor passa breve.

Não amontoe preciosidades que pesem na balança do mundo. As corentes de ouro prendem tanto quanto as algemas de bronze.

Não se escravize às opiniões da leviandade ou da ignorância. Incitátus, o cavalo de Calígula, podia comer num balde enfeitado de pérolas, mas não deixava, por isso, de ser um cavalo.

Não alimente a avidez da posse. A casa dos numismatas vive repleta de moedas que serviram a milhões e cujos donos desapareceram.

Não perca sua independência construtiva a troco de considerações humanas. A armadilha que pune o animal criminoso é igual à que surpreende o canário negligente.

Não acredite no elogio que empresta a você qualidades imaginárias. Vespas cruéis por vezes se escondem no cálice do lírio.

Não aflija pela aquisição de vantagens imediatas na experiência terrestre. Os museus permanecem abarrotados de mantos de Reis e de outros " cadáveres de vantagens mortas".


Fonte: Agenda Cristã.


Esse texto nos mostra o quanto é inútil perdermos nosso tempo com coisas materiais.

Devemos dar valor nas coisa que aprendemos e concentrar nossas energias no aprendizado, para que possamos evoluir.

A matéria fica na matéria, o aprendizado vai permanecer para sempre.


Pris

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Três Coisas


Três verbos existem que, bem conjugado, serão lâmpadas luminosas em nosso caminho –
Aprender,Servir e Cooperar.
Três atitudes exigem muita atenção – Analisar,Reprovar e Reclamar.
Dê três normas de conduta jamais nos arrependeremos –
Auxiliar com a intenção do bem, Silenciar e Pronunciar frases de bondade e estímulo.
Três diretrizes manter-nos-ão, invariavelmente, em rumo certo –
Ajudar sem distinção , Esquecer todo mal e Trabalhar sempre.
Três posições devemos evitar em todas as circunstâncias –
Maldizer,Condenar e Destruir.
Possuímos três valores que, depois de perdidos, jamais serão recuperados –
A hora que passa, A oportunidade e A palavra falada.
Três programas sublimes se desdobram à nossa frente, revelando-nos a glória da Vida Superior – Amor, Humildade e Bom ânimo.
Que o Senhor nos ajude, pois, em nossas necessidades, a seguir sempre três abençoadas regras de salvação –
Corrigir em nós o que nos desagrada em outras pessoas.
Amparar-nos mutuamente.
Amar-nos uns aos outros

Chico Xavier

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Divaldo Franco no Programa Mais Você - 1

Procurando uma coisa legal para postar para vocês essa semana, encontrei no You Tube essa entrevista do Divaldo Frando, no programa Mais Você.
Gostei muito e decide compartilhar com vocês.
A entrevista foi dividida em 4 partes, então vou postar uma por dia.
Espero que gostem!

Pris!


segunda-feira, 10 de maio de 2010

♪ Roupa Nova - Margarida ♫

Vamos começar bem a Segunda-Feira?
Que tal uma música pra nos alegrar?
Espero que gostem dessa, sou apaixonada por Roupa Nova!
Pris

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Feliz Dia Das Mães


Sei que ainda faltam 2 dias para o DIA DAS MÃES, mas como estarei ausente, vou antecipar a postagem.

A todas as mães que frequentam meu blog, dedico esse poema:

Para Sempre

Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.

Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
- mistério profundo -
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.


Carlos Drumont de Andrade

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Perdão das Ofensas


Quantas vezes perdoarei ao meu irmão? Pedoá-lo-eis, não sete vezes, mas setenta vezes sete. Eis um desses ensinos de Jesus que devem calar em vossa inteligêcia e falar bem alto ao vosso coração. Comparai essas palavras misericordiosas com a oração tão simples, tão resumida, e ao mesmo tempo tão grande nas suas aspirações, que Jesus ensinou aos discípulos, e encontraríeis sempre o mesmo pensamento.Jesus, o justo por excelência, responde a Pedro: Perdoarás, mas sem limites; perdoarás a cada ofensa, tantas vezes quantas elas vos fôr feita; ensinarás a teus irmãos esse esquecimento de si mesmo, que nos torna invulnerável às agressões, aos maus tratos e às injúrias, serás doce e humilde de coração, não medindo jamais a mansuetude; e farás, enfim, para os outros, o que desejas que o Pai celeste faça por ti. Não tem Ele de perdoar sempre, e acaso conta o número de vezes que o seu perdão vem apagar as tuas faltas?

Ouvi, pois, essa resposta de Jesus, e com Pedro, aplicai-a a vós mesmos.Perdoaí, usai a indulgência, sede caridosos, generosos e até mesmo pródigos no vosso amor. Dai, porque o Senhor vos dará; abaixai-vos, que o Senhor vos levantará; humilhai-vos, que o Senhor vos fará sentar à sua direita.

Ide, meus bem-amados, estudai e comentai essas palavras que vos dirijo, da parte d'Aquele que, do alto dos esplenderos celestes, tem sempre os olhos voltados para vós, e continua com amor a tarefa ingrata que começou há dezoito séculos. Perdoai, pois, os vossos irmãos, como tendes necessidades de ser perdoados. Se os seus atos vos prejudicaram pessoalmente, eis um motivo a mais para serdes indulgentes, porque o mérito do perdão é proporcional à gravidade do mal, e não haveria nenhum em passar por alto os erros de vossos irmãos, se estes apenas vos incomodassem de leve.

Espíritas, não vos olvídeis de que, tanto em palavras como em atos, o perdão das injúrias nunca deve reduzir-se a uma expressão vazia. Se vos dizeis espíritas, sêde-o de fato: esquecei o mal que vos tenham feito, e pensai apenas numa coisa: no bem que possais fazer. Aquele que entrou nesse caminho não deve afastar-se dele, nem mesmo em pensamento, pois sois responsáveis pelos vossos pensamentos, que Deus conhece. Fazei, pois, que eles sejam desprovidos de qualquer sentimento de rancor. Deus sabe o que existe no fundo do coração de cada um. Feliz aquele que pode dizer cada noite, ao dormir: Nada tenho contra o meu próximo.

Simeon ,Bordeaux, 1862

Fonte :Evangelho Segundo o Espiritismo/Cap:Bem-Aventurados Os Misericordiosos

terça-feira, 4 de maio de 2010

O Sentir


Falamos tanto em Sentir.


Sentir amor, paz, alegria, tristeza, dor...


Mas será que sentimos de verdade?


Eu falo por mim, eu Sinto, se eu pudesse me definir por um verbo seria o Sentir.


Quando eu sinto, sinto no corpo e na alma, às vezes mal consigo descrever o que sinto.


Quando sinto o amor, a alegria, a paz de espírito, sinto na alma, fico inebriada, anestesiada mesmo.


Quando sinto dor, tristeza, raiva ou qualquer outra coisa ruim, me abato, fico mal.


Sinto tudo a minha volta, seja bom ou ruim.


Como já disse sou médium e sinto os espíritos que estão por perto. Hoje aprendi a não absorver suas energias negativas, só as boas, mas antes ficava deprimida e nem sabia o porque.


Sinto as tristezas ou alegrias das pessoas a minha volta, até mesmo através de e-mail ou comentários aqui no blog.


Gosto disso, gosto de saber como estão aqueles a minha volta e não pense que pode me enganar, porque não pode.


Quando Oro, sinto um amor tão grande me invadindo que parece que meu peito vai explodir. É tão bom sentir isso, se pudesse ensinar a cada um a beleza do Sentir...


Quando eu Sinto, me Sinto Viva, útil, parte do Criador em toda a sua grandeza.


Já houve épocas que eu me privei de sentir para não sofrer, só que me privei de amar, porque se não tenho capacidade de Sentir dor, tristeza, também não tenho capacidade de amar. E não falo só de amor carnal, falo de amor Universal.


Sem Sentir dor, tristeza, raiva, como poço Sentir vontade de ajudar se não sei o que meu irmão Senti.


Por isso meus irmãos, vamos nos abrir ao Sentir, só assim poderemos avaliar quando alguém está precisando de nós ou quando estamos sendo amados.


Não se privem do Sentir.


Sentir é bom, seja do jeito que for, bom ou ruim, o importante é Sentir.




Fiquem com Deus!




Pris.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...