quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Fluidos, Sugadores de Energia, Parte Final

FLUXO E REFLUXO DAS ENERGIAS SUGADAS


Quando um deles estabelecer um ponto que demonstre certa vantagem sobre o adversário, seu campo criará um movimento que parecerá sugar o campo de energia do outro. Mas aí, quando a outra pessoa fizer sua refutação, a energia refluirá novamente para ela. Em termos da dinâmica dos campos de energia, marcar o ponto parece significar apoderar-se de parte do campo de energia do adversário e puxá-la para dentro de si.


A MAIOR VIOLÊNCIA COMETIDA PELOS SUGADORES DE ENERGIA


A pior violência que os sugadores de energia fazem é escolher como suas vítimas as pessoas que se encontram enfraquecidas, porque estão entregues a doenças físicas, ou perturbadas psiquicamente, e ou ainda, sendo vampirizadas por espíritos que a induziram a processos obsessivos.

O QUE ACONTECE QUANDO MÉDIUM QUE TEM CARÊNCIA DE ENERGIA VITAL

Toda pessoa que tem sentimentos negativos produz pouco fluido vital e dificulta o fluxo. Toda a pessoa que tem sentimentos negativos tem carência energética vital, portanto,ao dar passe o passista irá vampirizar o paciente sugando a carga energética vital.


Fumar gasta muita energia vital. Se embriagar gasta muita energia vital. Toda a pessoa que fuma ou bebe tem carência energética vital, portanto, ao dar passe o médium irá vampirizar o paciente sugando a carga energética vital.


O médium que tem vícios ao dar passagem psicofônica sugará a energia vital do espírito

comunicante. Idem para qualquer outro tipo de mediunidade. Mágoas, más paixões, egoísmo, orgulho, vaidade, cupidez, vida desonesta, adultério etc, também causam deficiência energética vital.
O passista não precisa ser um santo, mas necessita esforçar-se na melhoria íntima e no aprendizado intelectual. Todos podemos ministrar passes, porém é necessário um mínimo de preparo moral a fim de que realmente possamos ajudar.

DOAR ENERGIA COM AMOR NÃO NOS FARÁ FALTA
Não nos esqueçamos, vivemos ligados a uma Fonte Inesgotável de Energias vitais. Se estivermos com a nossa carga de energia vital completa, não sentiremos falta quando outras pessoas absorverem energias de nós. Pelo contrário nos sentiremos felizes de poder doar a nossa energia vital com amor. Doar energia vital com amor não nos fará falta. Porém, para doar energia vital com amor temos que cuidar dos nossos pensamentos e sentimentos.



O PAPEL DO AMOR

Quando começamos a apreciar a beleza, admirar detalhes e prestar atenção nas coisas, nas pessoas, passaremos a contemplar o princípio da emoção de amor.
O papel do amor está mal compreendido. Devemos sentir amor por tudo. O amor não é uma coisa que devemos fazer para ser bons ou tornar o mundo um lugar melhor, por alguma abstrata responsabilidade moral, ou porque devemos desistir de nosso hedonismo.
Quando chegarmos a um nível em que sentirmos as energias de amor vindo das outras pessoas, poderemos mandar a energia de volta, agora agregada com o nosso amor, é só desejar.
E ninguém se sentirá mais fraco por isso, porque estaremos recebendo mais energia de uma fonte inesgotável, que é o cosmos.
Se ligar na energia cósmica provoca emoção, depois euforia e depois amor. Encontrar bastante energia para conservar esse estado de amor sem dúvida faz bem ao mundo, porém mais diretamente a nós.
Lembre-se de parar quantas vezes for preciso para se religar com a energia cósmica. Permaneça cheio, permaneça em estado de amor. A maior caridade que podemos fazer para o próximo é DOAR AMOR.



Vampirismo/Sugadores de Energias

01. Nosso Lar - pág. 31 e 168

02. Missionários da Luz - cap. 4; cap.6 pág. 62; cap. 11 pág. 129, 135 e 137.

03. Obreiros da Vida Eterna - cap. 18 pág. 276 e 279

04. No mundo Maior – cap. 14 pág. 192 e 196

05. Libertação – cap. 4 pág. 62; cap. 9 pág. 115

06. Entre a Terra e o Céu – cap. 5 pág. 32 a 34; cap. 23 pág. 141

07. Nos Domínios da Mediunidade – cap. 6 pág. 54 e 59; cap. 13 pág. 123

08. Evolução em Dois Mundos – 1ª parte cap. 15

09. Mecanismos da Mediunidade - cap. 15 pág. 114; cap. 16 pág. 119

10. Sexo e Destino - 1ª p. cap. 6 pág.50; cap. 8 pág. 83; 2ª p. cap. 8 pág. 255

11. Os Mensageiros – pág. 209

12. A vingança do Judeu – pág. 9

13. Espírito, Perispírito e Alma – pág. 129

14. História da Mediunidade – pág. 475

15. Ide e Pregai – pág. 57

16. Mediunidade (J.H.Pires) – pág. 57, 64, 118, 141, 244

17. Pérolas do Além – pág. 231

18. Revista Espírita/1860 – pág. 357 (Nov)

19. Sobrevivência e Comunicabilidade – pág. 284

20. Tramas do Destino – pág. 283

21. Universo e Vida – pág. 86

22. Vampirismo – Toda a obra.

Porque acordamos com DORES, MAL ESTAR e DESÂNIMO pela VIDA (Visão Espírita)

Quando dormimos, nossa alma acorda. Não somos o nosso corpo, em essência, somos a consciência que habita nosso corpo. Quando adormec...