Liberte Sua Alma


Não se prenda à beleza das formas efêmeras. A flor passa breve.

Não amontoe preciosidades que pesem na balança do mundo. As corentes de ouro prendem tanto quanto as algemas de bronze.

Não se escravize às opiniões da leviandade ou da ignorância. Incitátus, o cavalo de Calígula, podia comer num balde enfeitado de pérolas, mas não deixava, por isso, de ser um cavalo.

Não alimente a avidez da posse. A casa dos numismatas vive repleta de moedas que serviram a milhões e cujos donos desapareceram.

Não perca sua independência construtiva a troco de considerações humanas. A armadilha que pune o animal criminoso é igual à que surpreende o canário negligente.

Não acredite no elogio que empresta a você qualidades imaginárias. Vespas cruéis por vezes se escondem no cálice do lírio.

Não aflija pela aquisição de vantagens imediatas na experiência terrestre. Os museus permanecem abarrotados de mantos de Reis e de outros " cadáveres de vantagens mortas".


Fonte: Agenda Cristã.


Esse texto nos mostra o quanto é inútil perdermos nosso tempo com coisas materiais.

Devemos dar valor nas coisa que aprendemos e concentrar nossas energias no aprendizado, para que possamos evoluir.

A matéria fica na matéria, o aprendizado vai permanecer para sempre.


Pris

Comentários

  1. Amiga, pela qualidade de tuas mensagens e pelo carinho que deixas lá no mural, com muito carinho te ofereço o Selo Mulheres Fabulosas, podes buscar lá no blog.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Pris!!! Eu vim aqui para te oferecer o mesmo selinho que Jeanne te ofereceu, rsrsrsrsr!!!

    Significa que vc realmente é FABULOSA! rsrsrsrsr!!!

    Beijosss

    ResponderExcluir
  3. Este texto é muito edificante!! E o que você escreveu no final foi muito importante (até rimou!! rsrsrsrs)

    Beijossssssssss

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Meus queridos amigos!
Obrigada pelo carinho e atenção de todos vocês!
Seus comentários são muito importantes pra mim.
Beijinhos

Pris

Postagens mais visitadas deste blog

Segredos da Alma

Mensagem Espírita de Fim de Ano

Fluidos, Sugadores de Energia, Parte 2/6