quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

A Primeira vez em uma casa Espírita


Como disse na ultima postagem, a primeira vez que entrei numa casa espírita, foi depois de achar que estava enlouquecendo, via espíritos por toda parte, não sabia mais se estava viva ou morta, então procurei minha amiga pedindo ajuda.

Quando contei para ela o que estava acontecendo ela não teve dúvidas, eu tinha que ir em uma casa de desobsessão. Só de ouvir essa palavra eu já tremia de tanto medo, mas ou eu ia ou continuaria sofrendo com todas aquelas visões.

Marcamos o dia para ir, ela me pediu para que no dia eu não bebesse, nem comesse carne vermelha e para eu tentar me manter calma durante o dia, assim o fiz.

Quando foi dando a hora de ir comecei a me sentir estranha, não tinha vontade nem de sair do sofá, mas fomos.

Quando fui chegando perto da casa tive vontade de sair correndo. Entramos e logo na entrada eles me deram um passe energético. Começaram os trabalhos e tudo ia bem, quando entrou o senhor Carlos eu olhei pra ele e me senti muito incomodada e mal podia ouvir o que eles falavam.

Quando chamaram a gente para sala de passes para desobsessão eu tremia dos pés à cabeça, não tinha idéia do que ia acontecer.

Minha amiga e seu marido já haviam me explicado o que ia acontecer, mas entre saber e viver é bem diferente.

Entrei na sala e lá estava o senhor Carlos sentado em um sofá bem de frente para a cadeira em que eu me sentei.

Falavam para a gente rezar e foi o que eu fiz. Meu marido sentou do meu lado e segurou minha mão, quando os trabalhos começaram parecia que eu estava em outro lugar, os médiuns que estavam lá pra nos auxiliar incorporaram os espíritos que estavam comigo, um deles chegou a falar meu nome, sendo que ninguém ali me conhecia.

Fiquei ali um bom tempo, as pessoas saiam e eu ficava e cada vez que os trabalhos recomeçavam, recomeça minha luta também.

No final seu Carlos pediu para eu sentar ao seu lado, ele segurou a minha mão e me disse:

- Filha, você tem uma mediunidade muito grande, mas não sabe como lidar com isso, leia muitos livros, aprenda a doutrina a fundo que isso nunca mais vai acontecer com você e logo você estará trabalhando com a gente, vá em paz que eu vou cuidar de você. Quando tiver medo de novo pense em mim e na casa que tudo vai melhorar.

Eu agradeci e sai chorando de lá.

Voltei algumas vezes e sempre era tomada por algum espírito, o marido da minha amiga me chama até hoje de lotação, porque sempre que eu vou levo comigo alguns espíritos, mas hoje quando vou lá já não incorporo mais, sei me controlar, mas foram anos até chegar nesse ponto até porque naquela época nem sabia que incorporava.

Continua...

Pris Benedetti


A AMIZADE VERDADEIRA não é cega, mas se enxerga defeito nos corações amigos, sabe amá-los e entendê-los mesmo assim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Meus queridos amigos!
Obrigada pelo carinho e atenção de todos vocês!
Seus comentários são muito importantes pra mim.
Beijinhos

Pris

Propague o Amor S2

Para todos os lados que olho, vejo pessoas praguejando, reclamando apontando o dedo e fico pensando o porque de tanto raiva. Até os fil...