segunda-feira, 12 de abril de 2010

Falando um pouco sobre Mediunidade


Algumas pessoa olham para os médiuns como se fossem deuses, ou Santos.

Acho engraçada a reação das pessoas quando digo que sou médium, umas se espantam, outras já começam a me pedir coisas.

Tinha uma conhecida que sempre me pedia orações, como não sei dizer não sempre atendia, até o dia que eu conversei com ela e “expliquei” como orar. Depois disso não me pediu mais, por qual motivo não sei.

Mas hoje quero falar sobre como me descobri médium, quem sabe minha experiência não pode ajudar.

Já comentei em outras postagem que desde pequena me achava diferente. Enquanto pra mim uma coisa era clara, para os outros só depois de algum tempo é que ficava claro.

Depois de uma certa idade, minha mãe começou a me chamar de bruxinha. Nessa época tinha 14 anos, mas sempre curiosa como sou, ia atrás de horóscopo, numerologia, uma vez cheguei a comprar uma revista que através de uns cálculos, você sabia o que tinha sido numa vida passada.Quanta bobagem.

Eu sempre acreditei em vidas passadas, só não pensava que existisse vida futura.

Graças aos sonhos reveladores que tinha e tenho até hoje, me livrei de muita encrenca e ajudei também muita gente, tinha idéias que não sabia de onde vinha , mas tinha certeza que dariam certo.

Aos 16 anos, tive minha primeira mensagem clara.

Eu estava indo na padaria perto de casa quando passei por uma banca de jornal e parei pra ler as revistas de fofoca, em uma delas estava a foto do Airton Senna abraçado com a Adriane Galisteu, a reportagem dizia assim:- Senna e Galisteu se casarão no final do campeonato da F1.

Quando li aquilo eu ri e disse em voz alta, coitada acha que vai se casar com ele, mas ele vai morrer amanhã. Quando falei em voz alta eu vi o acidente todo na capa daquela revista. Me deu um arrepiou no pescoço e sai dali rapidinho.

Não sabia o que era, mas sabia que ia acontecer, não pensei mais naquilo, pensei comigo,-" Mais uma maluquice da sua cabeça."

No dia seguinte acordei cedo pra ver a corrida coisa que detestava fazer, achava muito chato, quando liguei a televisão aconteceu o acidente do jeito que tinha visto.

O meu dia acabou ali, chorei muito, me sentia culpada pelo acidente, achava que se não tivesse visto a cena não teria acontecido, enfim, foi muito dolorido pra mim.

Hoje sei que tive uma visão e mesmo que não tivesse visto nada o acidente teria acontecido do mesmo jeito.

No mesmo ano, final do campeonato Brasileiro, sonhei com o gol que deu a vitória pro meu time. Todos em casa nervosos e eu rezando pro gol sair e quando deu 47m do segundo tempo o gol do sonho virou real e o meu time, o Corinthians, foi campeão.

Bom isso foi só o começo, tenho varias histórias e contarei numa próxima oportunidade.

Fiquem com Deus.

Pris

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Meus queridos amigos!
Obrigada pelo carinho e atenção de todos vocês!
Seus comentários são muito importantes pra mim.
Beijinhos

Pris

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...