Paciência


No  parque, uma mulher sentou-se
ao lado de um homem.
Ela disse:
- Aquele ali é
meu filho, o de suéter vermelho deslizando no escorregador.

- Um  bonito garoto - respondeu o homem - e completou: - Aquela de vestido
branco, pedalando a bicicleta, é minha filha.

Então, olhando o
relógio, o homem chamou a sua filha.

- Melissa, o que você acha de
irmos?

Mais cinco minutos, pai. Por favor. Só mais cinco  minutos!

O homem concordou e Melissa continuou pedalando sua
bicicleta, para alegria de seu coração.

Os minutos se passaram, o
pai levantou-se e novamente chamou sua filha:
 - Hora de irmos,  agora?

Mas, outra vez Melissa pediu:
 - Mais cinco minutos,
pai. Só mais cinco minutos!

O homem sorriu e disse:
 - Está  certo!

 - O senhor é certamente um pai muito paciente - comentou a
mulher ao seu lado.

O homem sorriu e disse:
- O irmão
mais velho de Melissa foi morto no ano passado por um motorista
bêbado,
  quando montava sua
bicicleta perto daqui.   Eu nunca passei muito tempo com meu
filho e agora eu daria qualquer coisa por apenas mais cinco minutos com  ele.

Eu me prometi não cometer o mesmo erro com  Melissa.
 Ela acha que tem mais cinco minutos para andar de  bicicleta.
Na verdade, eu é que tenho mais cinco minutos para vê-lá  brincar...

Em tudo na vida estabelecemos 
prioridades.
 Quais são as suas?
 
Lembre-se: nem tudo o que
é importante é prioritário, e nem tudo o que é necessário é
indispensável!
: http://luciafortaleza2.blogspot.com/
Esse texto eu recebi por e-mail da minha amiga Lucinha do blog 

Comentários

  1. Belo alerta minha querida..temos que aprender a ter mais paciência e priorizarmos o que de fato nos é importante...
    Boa dia...beijos
    Valéria

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Meus queridos amigos!
Obrigada pelo carinho e atenção de todos vocês!
Seus comentários são muito importantes pra mim.
Beijinhos

Pris

Postagens mais visitadas deste blog

Segredos da Alma

Mensagem Espírita de Fim de Ano

Fluidos, Sugadores de Energia, Parte 2/6